Rede de Associações do Vale do Douro avança


Foi dado mais um passo para a criação da Rede de Associações do Vale do Douro. Mais de uma dezena de associações culturais juntaram-se no passado sábado em Peso da Régua, no intuito de delinearem conjuntamente a melhor forma de se agregarem.

As associações no Douro produzem um trabalho cultural de qualidade, em competição com produtos que são contratados fora da Região e num contexto vazio de políticas nacionais, que sirvam eficazmente as necessidades regionais.  Através desta Rede será possível capacitar as associações, gerar dinâmica económica, criar emprego, unir o Douro cultural e vender o que temos de melhor.

A proposta passa pelo estabelecimento de uma rede composta por associações cuja missão, objeto social ou atividade regular se centre na produção cultural e onde participem também parceiros públicos e privados.
Os objetivos principais assentam na criação e gestão de uma vasta rede de players, com interesses diversificados na área cultural, bem como na potenciação da qualidade da produção cultural das associações na Região, com vista à oferta de produtos culturais de forma regular e sistemática aos parceiros, através da criação de uma plataforma. A aposta passa também por fomentar o desenvolvimento das associações, apoiar a programação de eventos e espaços culturais na região e ainda contribuir para a preservação e valorização do património cultural, etnográfico e imaterial da região.

José Manuel Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal do Peso da Régua e um dos principais impulsionadores da criação da Rede de Associações do Vale do Douro, referiu-se à mesma como um projeto que nos irá orgulhar a todos. José Manuel Gonçalves apontou as associações como parceiros de valor e não deixou dúvidas quanto ao futuro promissor, em que a união das associações gerará a força necessária, para o desenvolvimento de políticas culturais geridas em função do Douro. O Presidente da Câmara Municipal do Peso da Régua apontou benefícios reais desta agregação, colocando particular enfoque na candidatura a fundos comunitários e no retorno económico do trabalho que será, certamente, intensificado.   
De sublinhar que a criação da Rede de Associações do Vale do Douro será feita em respeito absoluto pela individualidade de cada associação, que continuará a ter o seu próprio plano de atividades.

O próximo passo será a definição do enquadramento jurídico adequado à constituição da Rede de Associações do Vale do Douro. Desta forma se cria um Douro em rede.


01 abril 2018