Secretário de Estado das Infraestruturas no debate


O Grande Debate do Douro subordinado ao tema “A Linha do Douro, um futuro que tarda” organizado pela Associação Vale d’Ouro e Câmara Municipal do Peso da Régua, no próximo dia 15 de setembro, pelas 16h30, no Auditório Municipal do Peso da Régua contará com a presença do Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins.

Para esta sessão, além do painel de lançamento do debate que contará com Alberto Aroso, André Pires, Ascenso Simões, Luís Ramos e Luís Tão, foram convidadas todas as autarquias atravessadas pela Linha do Douro até Salamanca, os operadores ferroviários, o gestor da infraestrutura, operadores turísticos e logísticos, diversas associações empresariais e ligadas ao setor ferroviário e diversos deputados além do público em geral. O debate terá a moderação do jornalista Carlos Cipriano. A sessão de encerramento ficará a cargo do Presidente da Comunidade Intermunicipal do Douro e do Secretário de Estado das Infraestruturas.

O Presidente da Câmara Municipal do Peso da Régua, José Manuel Gonçalves, considera que este é um momento chave para uma discussão que a região precisa urgentemente. O autarca considera que não está em causa apenas o turismo e a operação logística associada a esta linha mas também, e sobretudo, as populações de um vale que tem sido “esquecido” em matéria de investimento. O objetivo deste debate é primeiramente chamar a atenção para a necessidade de um projeto que tem impacto na região mas também no país. Uma visão integrada no território pressupõe olhar para o Vale do Douro em toda a sua extensão, dimensão e potencial. A cidade do Peso da Régua não se poderia alhear de uma discussão que interessa a todos, desde o Porto até Salamanca.

Para Luís Almeida, presidente da Direção da Associação Vale d’Ouro as vantagens da operação da linha do Douro com a reabertura até Espanha são inúmeras e tem impacto não só na região como no país. A Associação Vale d’Ouro entendeu que apesar da pertinência deste assunto, numa altura em que se define o Plano de Investimentos até 2030, a região parecia adormecida para esta discussão e para a relevância de um investimento que diversos estudos apontam como estratégico. Esse foi o principal motivo para, com a autarquia da Régua, lançarem esta iniciativa e colocarem o assunto na agenda nacional.

As inscrições decorrem a excelente ritmo quer no que diz respeito às entidades convidadas quer no que diz respeito ao público em geral que tem demonstrado um interesse bastante significativo sobre esta matéria. Até à véspera do evento é possível efetuar inscrições através da página oficial: www.linhadodouro.associacaovaledouro.pt .


06 setembro 2018