Carrazeda de Ansiães com estreia memorável


A Mostra de Teatro do Douro esteve este sábado em Carrazeda de Ansiães, naquele que foi o segundo espetáculo da edição de 2019 do certame. 

Bem ao jeito da revista portuguesa, que tão boas memórias desperta, o Grupo de Teatro de Novelas satirizou todo um conjunto de situações da sociedade portuguesa, sem deixar também de recordar algumas das profissões e dos quadros do nosso imaginário. Entre outros momentos de muito boa disposição, esta revista do grupo que veio de Novelas em Penafiel, mostrou-nos o improvável casamento que originou a “geringonça” e a invasão dos marcianos que, ao chegar ao nosso país, resolveram “fugir a sete pés do planeta”. A música também não faltou com divertidíssimas letras que o público acompanhou cantando e dançando.

Adalgisa Barata, Vice-Presidente da Câmara Municipal, mostrou-se, no final do espetáculo, muito satisfeita pela adesão da população que encheu por completo o auditório e pelo facto da Associação Vale d’Ouro ter integrado o município na sua rota mágica do teatro, recordando que Carrazeda de Ansiães “também é Douro”. Joana Barros, encenadora do Grupo de Teatro de Novelas, referiu que foi com enorme gosto que pela primeira vez participaram no festival estando deliciados com a hospitalidade de Carrazeda de Ansiães.

Luís Almeida, presidente da Direção da Associação Vale d’Ouro, enalteceu o município pela aposta na produção cultural da região e congratulou-se por mais um recorde de assistência nos onze anos de festival: “as associações enquanto agentes culturais provaram aqui esta noite mais uma vez que estamos prontos para o desafio da valorização do território através da cultura”. O dirigente associativo lamentou, contudo: “não se percebe a insistência de alguns programadores em não dar lugar aos agentes da região que, como hoje se viu, enchem casas, fazem o público feliz e tem uma qualidade e talento notáveis. Finalmente enalteceu o papel da autarquia: “o Municipio, na pessoa da Eng. Adalgisa Barata, foi exemplar e criou todas as condições para uma noite de sucesso”.

A XI Mostra de Teatro do Douro vai agora interromper durante uma semana devido à Páscoa e regressa a 27 de abril em Sabrosa com “A Fantástica Caixa Mágica” uma peça para miúdos e graúdos produzida pelo Teatro Experimental Flaviense

Todas as informações estão disponíveis em www.mostrateatrodouro.associacaovaledouro.pt .


14 abril 2019