São Martinho assinalado com Teatro em Vila Real


A Inatel Local de Vila Real em estreita colaboração com o Centro Cultural Lordelense, Junta de Freguesia de Lordelo e os Municípios de Boticas, Mesão Frio, Murça e Vila Real, organiza a iniciativa “Teatro no São Martinho” que vai percorrer vários palcos do distrito entre 9 e 23 de novembro.

Esta é mais uma atividade cultural descentralizada, agora na área do teatro. Trata-se de uma iniciativa inserida na estratégia que ao longo do ano tem trazido ao distrito outras ações realizadas nas diferentes áreas de missão da Fundação INATEL como sejam a música tradicional, etnografia e folclore. Procura-se, com este conjunto de iniciativas, dinamizar e promover o trabalho extraordinário desenvolvido pelos Grupos/Associações filiadas na INATEL visando a promoção social, desportiva e cultural das comunidades onde estão inseridas. Um trabalho empreendido pelos dirigentes e voluntários dos diferentes Centros de Cultura e Desporto da Fundação com enorme espírito de voluntariado, solidariedade e paixão pelas práticas culturais tradicionais.

O “Teatro no São Martinho” conta com 4 espetáculos. Arranca em Lordelo, no Centro Cultural Lordelense a 9 de novembro com “Lisístrata ou a Greve do Sexo” do Teatro Fórum Boticas, o clássico de Aristófanes que aborda a revolução das mulheres atenienses contra a guerra e que culmina numa divertidíssima abordagem à guerra dos sexos. Seguem-se dois espetáculos, a 15 de novembro no Auditório Municipal de Mesão Frio, “Os Pelintras” uma família de Caxias que tenta casar a sua filha com um homem rico gerando divertidas peripécias numa produção do Grupo de Teatro do Centro Cultural Lordelense. A 16 de novembro é a vez do Auditório Municipal de Murça receber o clássico de Almeida Garret, “Falar Verdade a Mentir”, a mais recente produção do Grupo de Teatro da Associação Vale d’Ouro que retrata a alta burguesia portuguesa da primeira metade do século XIX sob uma perspetiva caricatural e divertida. O “Teatro no São Martinho” termina a 23 de novembro no Auditório Municipal de Boticas que recebe “Doroteia” de Nélson Rodrigues, uma produção do Grupo de Teatro Renascido da Cumieira, uma peça repleta de simbologia e que retrata a história de uma ex-prostituta que larga a profissão depois da morte do filho.

Todos os espetáculos tem entrada gratuita e realizam-se a partir das 21h30.


26 outubro 2019